domingo, 23 de julho de 2017

Urubici (SC) - Cidade do aconchego

23 de julho de 2017

💜 Boa noite galera 💜

Fazenda Morro da Cruz

Em junho eu fui pra Urubici aproveitar o feriado. Gente aquela cidade é muito aconchegante. O foco da cidade é contato com a natureza. Relaxar. A hora passava mega devagar e dava pra super aproveitar o dia. Então hoje eu vou falar um pouco de como foi lá,  e das dicas de passeios.

Dia 1 - Chegada na casa e Fazenda Morro da Cruz


De Blumenau até Urubici da umas 6 horas de viagem, chegamos na cidade por volta das 12 horas. Ficamos hospedados o feriado em uma casa de sítio. Pra chegar até a casa, tivemos que pegar 12km de estrada de chão depois de já ter chegado na cidade. É mega longe, mas vale muito a pena.

Fazenda morro da Cruz 
A casa é bem aconchegante. Madeira, fogão a lenha, um gramadão pra ficar deitada vendo as estrelas.. Em fim, um lugar que dava pra chamar de lar mesmo não sendo seu. Como chegamos já passava do meio dia, almoçamos e depois fomos passear no Morro da Cruz.
Esse morro fica em uma fazenda relativamente perto de onde estávamos hospedados. Você paga R$ 5,00 pra subir. Se o carro tiver tração ele pode subir a maior parte do morro. Caso contrário,  só caminhando mesmo. De qualquer forma, vai ter um pedaço que é só caminhada mesmo. Mas é lindo de mais gente. A minha sugestão é de levar água.  Por que mesmo sendo frio, o ar é meio seco e da uma canseira danada.

Dia 2 - cachoeira Véu de noiva e Serra do Corvo Branco

Restaurante Véu de Noiva

Na sexta feira o dia amanheceu mais fechado. Por isso decidimos ir até a cachoeira Véu de Noiva, já que ir para os morros não teria muito sentido, afinal, não daria de ver nada. Mas antes disso, tomamos aquele delicioso café da manhã. Lembrando que comida era no fogão a lenha. Muito bom!

Cachoeira Véu de Noiva
Como a preguiça era grande, demoramos um pouco pra sair do cafofo, já era perto do almoço quando decidimos finalmente sair. Chegando na Cachoeira Véu de Noiva, você tem que pagar R$ 5,00 pra entrar. Lá na cachoeira tem um restaurante bem bacana. E pra quem é vegetariano, o almoço fica pela metade! O lugar também tem um monte de lembrancinhas da cidade, cachecol, toucas, luvas, e mais um monte de cacareco de Urubici. A maior parte é item artesanal, por conta disso eu não vejo como algo caro. Como também faço artesanato, eu entendo que da muito trabalho, e as vezes a matéria prima não é nada em conta.

Só vou dar uma dica pra vocês na hora de pagar a conta. Eles aceitam cartão, mas na hora que fui passar no credito o cara do caixa disse "só debito". Entao, eu com a mão cheia de imãs de geladeira disse "então não vou levar nada" e devolvi tudo pra ele. Gente, sem mentira, questão de segundos ele pediu a senha e passou no credito. Dependendo do plano que os comércios fazem, debito já entra na conta no dia seguinte, já no credito as vezes leva dias ou semanas. Então eles acabam fazendo essa jogada em cima do cliente pra receber o dinheiro mais rápido. Tirando esse detalhe, o estabelecimento é muito bom. Experimente a lasanha de pinhão, é uma delícia. 

Serra do Corvo Branco onde tem os paredões
Saindo do restaurante, você vai passar pela catraca e descer até a cachoeira. Ela é linda gente. Claro, não espere algo como as cataratas de Iguaçu né, mas a Véu de Noiva de Urubici tem sim a sua beleza. Tem alguns banquinhos perto dela caso você queira sentar e relaxar admirando a beleza dela. E claro, tem aquela disputa com os outros turistas pra bater foto. Mas vale a pena a espera. 

De tarde o tempo ficou um pouco melhor, o sol apareceu meio tímido e então deu pra gente ir até a Serra do Corvo Branco. Admito que esse foi o lugar que mais gostei de ir. Sou apaixonada por serras com paisagens exóticas, e na minha opinião essa serra foi de tirar o folego. Pra quem conhece a serra do Rio do Rastro, entenda que essa é totalmente diferente. Logo quando você chega no topo, ela tem dois paredões que fazem um tipo de fenda para os carros passarem. E quando você olha, pro "final" da estrada, parece que ela acaba ali, mas não, logo você vira a direita e segue a estrada. E tem horas que a rua fica bem estreita e da a sensação que você vai cair. Muita emoção ahsuahs. Nesse lugar você precisa ir bem agasalhado. Lá venta muito! E se você for no inverno tu vira um picolé e não vai aguentar muito tempo fora do carro.

Uma das vistas da Serra do Corvo Branco
Voltamos pra casa, a mãe fez quentão, comemos pinhão feito na chapa e pinhão cozido, jogamos canastra e mentiroso e demos muitas risadas.

Dia 3 - Improviso

No sábado, os planos eram ir até o Morro da Igreja (Pedra Furada) e cachoeira do Avencal. Estávamos no meio do caminho, mas por motivos familiares acabamos cancelando esses passeios, uma turma teve que voltar pra Blumenau nesse dia. Eu meus pais e meus tios acabamos ficando e fomos caçar pinhão atras do sitio. Foi uma tarde bem tranquila. Não foi o que esperávamos, mas foi muito bom também. Como não fui na Pedra Furada nessa vez, vou mostrar as fotos da última vez que fui em 2015.

Morro da Igreja (Pedra Furada) 2015
Para subir na Pedra Furada você tem que pedir uma autorização no centro da cidade. Por que tem um limite por carro lá em cima. Então antes de você subir, pegue essa autorização. Como já faz 2 anos que fui la e não fui dessa vez não sei bem ao certo como funciona, mas você consegue mais informações nesse link aqui.

Dia 4 - A volta. 

Foi isso gente. No domingo de manhã fizemos as malas e voltamos pra Blumenau. Paramos pra almoçar num restaurante de comida caseira (não lembro o nome) e depois seguimos a estrada.

Pra quem nunca veio pra serra Catarinense, vale apena. E se vocês tiverem tempo, passem pela serra do Rio do Rastro e voltem pelo litoral. Vocês vão poder aproveitar mais ainda as belezas de Santa Catarina.

E vocês? Queria saber sua opinião.  Já foram pra Urubici? Pra quem não foi, já ouviu falar do lugar?  Deixe seu comentário.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

4 comentários:

  1. Muito boa as dicas. Pra quem nunca foi, as dicas vão ajudar bastante. Lugar sensacional mesmo sendo cidade pequena!

    ResponderExcluir
  2. Show de bola, amei as dicas! Lugares maravilhosos tão perto da gente e passamos anos sem conhece-los. Um Beijo e sucesso amiga!!!

    ResponderExcluir
  3. Responde a pergunta final: Sim, conheço e das 5 vezes que fui á Urubici 2 vezes estava com você. Lugar lindo, frio e uma cidade relativamente grande se formos levar em conta os "morros". Dessa vezes achei que sentiria falta da tecnologia, já que quase não tem área e na casa em que estávamos "male male" tínhamos como carregar todos os celulares e tomar banho ao mesmo tempo sem cair a energia kkkk.
    Mas falando sério, amei ficar sem "área". Pude aproveitar cada momento fotografando com a família e rindo das desgraças alheias como a falta de experiência com o fogão a lenha kkkk, ter esse contato com a natureza é maravilhoso. Toda a cidade de Urubici nos permite isso. Certamente voltaremos mais vezes! Lugar maravilhoso e olha que não sou fã do frio rsrsrs. Recomendo a todos.

    Evelyn Marloch de Oliveira.
    Amando seu Blog prima :*

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Return to top of page
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML